sexta-feira, 31 de julho de 2015

Risoto de camarão, limão siciliano e alho poró

Quando a Ana Luiza era criança ela sempre ia para a cozinha comigo. Qualquer coisa que eu sugerisse, de brigadeiro a risoto, era sempre uma boa ideia. Agora, com ela adolescente já não é tão fácil assim. Mas tem um prato que ela não resite. Convite feito é convite aceito. Risoto!

Ontem lá fomos nós, mãe e filha, ter o nosso momento delícia de conversas de cozinha, construindo memórias e reforçando o vínculo. E sabe que já rola um papo tipo "quando eu morar sozinha"?! Ai coração de mãe!

Bom, vamos lá à receita do nosso Risoto de camarão com limão siciliano que ficou de comer rezando.                  





O que utilizamos:

- 320 g de arroz arbóreo (2 xícaras);
- 1 litro de caldo de legumes; (aqui está o segredo de um bom risoto. Aconselho usar um caldo caseiro);
- 1/2 cebola média picada; (1 colher de sopa)
- 60 g de manteiga sem sal;
- 100 ml de vinho branco seco;
- 20 ml de azeite extra virgem;
- 30 g de queijo parmesão ralado;
- 1 limão siciliano;
- 1 limão;
- 1 dente de alho;
- 1 punhado de alho poró
-  sal e pimenta a gosto;
- 500 g de camarão.



Como fizemos:

Raspamos a casca do limão siciliano sem atingir a parte branca e reservamos. Fizemos o suco com o limão siciliano e também reservamos.

Cortamos o alho poró em fatias finas e reservamos.

Temperamos o camarão com suco de um limão, sal e pimenta. Douramos no azeite com um dente de alho picado e reservamos.



Em uma frigideira de borda bem alta colocamos uma colher de azeite, 30 g de manteiga, uma cebola picada e deixamos "chorar". Adicionamos o olho poró e deixamos apurar o sabor. Acrescentamos o arroz e misturamos até os grãos ficarem brilhando. Colocamos 100 ml de vinho, sempre mexendo, e deixamos apurar. Assim que o arroz ficou quase seco começamos a adicionar o caldo de legumes que estava fervendo e acrescentamos a metade do suco do limão siciliano . Fomos colocando duas conchas de caldo por vez sempre misturando até o arroz ficar al dente.


Normalmente o processo de cozimento do risoto leva 20 minutos. Na metade do cozimento, ou seja, 10 minutos após o início, colocamos o camarão e o restante do suco do limão siciliano.


No final do cozimento acrescentamos o restante da manteiga, misturamos e desligamos o fogo. Adicionamos o queijo parmesão, as rapas de limão, um pouco de sal e pimenta, e misturamos.

Servimos bem quente. Ficou maravilhoso!

Outras receitas de risoto:

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Fortaleza de Santa Cruz - Turistando em Niterói

Niterói tem o maior complexo contínuo de fortes do Brasil. Entre eles está a belíssima Fortaleza de Santa Cruz, que tem o título de ser uma das sete maravilhas de Niterói juntamente com o MAC, a Praia de Itacoatiara, a Ponte Rio-Niterói, o Mercado de Peixe São Pedro, o Theatro Municipal e Orla de São Francisco, portanto um passeio imperdível.



Para chegarmos à Fortaleza de Santa Cruz passamos pela charmosa praia de Jurujuba que abriga uma colônia de pescadores e nos dá aquela sensação de estarmos em um vilarejo litorâneo. O caminho segue por uma estrada sinuosa à beira da baía e cheia de encantos, como as pequenas praias Adão e Eva.


Nós fomos de carro, que entendemos ser o acesso mais prático. Vimos um casal de estrangeiros com duas crianças pequenas fazendo o percurso a pé e sem pressa, porém a caminhada a partir da praia de Jurujuba, ponto final do ônibus, é longa e, se for essa a opção, é preciso estar preparado.

Após aproximadamente cinco minutos seguindo pela estradinha chegamos avistamos a suntuosa Fortaleza emoldurada pelos contornos dos cartões postais do Rio de Janeiro. Na guarita os militares pegam os nossos dados antes de autorizarem a nossa entrada. Na praça, antes do acesso ao forte propriamente dito onde adquirimos os ingressos, tem estacionamento, lanchonete e lojinha.



O passeio pela fortaleza, guiado por soldados bem treinados, é cercado por uma vista privilegiada da entrada da Baía de Guanabara e recheada de histórias e lendas.



A primeira é acerca da imagem da imagem que adorna a Capela de Santa Bárbara, que teria como destino o Forte de Santa Cruz, no Centro do Rio, e chegou ao local onde se encontra até hoje por engano, mas nunca conseguiu ser levada ao seu destino original, pois sempre que tentavam levar a imagem para o local correto, o mar ficava revolto e eles não conseguiam cumprir a missão.



Outra é que a expressão "um olho no padre,outro na missa" teria surgido ali. Pois durante as missas, o forte ficava desguarnecido, e o padre rezava a missa de costas para os fiéis, de olho na imagem da Santa.



e outro olho para essa janela que dava a visão da entrada da Baía de Guanabara. Caso algum navio tentasse se aproximar o padre o avistaria.




O mastro para hastear a bandeira é feito de Pau Brasil e se mantém original. Sem nem ao menos precisar de tratamento.


Durante o passeio podemos avistar os Fortes de São Luiz




e do Pico. Eu fiquei com vontade de fazer esse passeio, onde é possível chegar de carro. Dizem que o visual lá de cima é incrivelmente lindo.




A objetivo da Fortaleza de Santa Cruz da Barra, do lado de Niterói, era proteger e bloquear a entrada da Baía de Guanabara contra invasões formando um linha de tiro juntamente com o Forte da Laje na entrada da Baía da Guanabara.



E o Forte São João, no Rio de Janeiro.


E reza a lenda que foi daí que surgiu o dito popular "não adianta forçar a barra". Dizem que a frase surgiu na época da invasão francesa, no século XVIII, quando os navios invasores romperam a barra da Baía da Guanabara, entre o Forte São João, na Urca, e a Fortaleza de Santa Cruz.

Passeando pela construção que demorou sete anos para ser concluída e utilizou blocos de granito maciço, presos uns aos outros por grampos de bronze e argamassa podemos ver as 41 casamatas.




e os 52 canhões de diferentes origens e calibres apontando para alguns dos cartões postais da Cidade Maravilhosa.



Além do calabouço, também passamos pelas prisões do passado, construídas no século XVII. As celas menores funcionavam como solitárias.



Depois do passeio ainda dá para relaxar e apreciar a vista na praça do estacionamento.


E se encantar com as delicadezas


e sutilizas da natureza.


Serviço:
Fortaleza de Santa Cruz da Barra: 
endereço: Estrada General Eurico Gaspar Dutra s/nº, Jurujuba, Niterói
telefone: 2710-2354.
horário: Ter a dom, das 10h às 17h. A visita é feita por grupos, que partem a cada meia hora e são acompanhados por um guia. 
valor: R$ 6. Maiores de 60 anos, estudantes e crianças de 6 a 12 anos pagam meia entrada. Grátis para crianças de até 5 anos. Quem tem carteira de identificação militar paga meia.

terça-feira, 28 de julho de 2015

Filhos no trabalho dos pais

Eu mudei de trabalho recentemente e uma das primeiras coisas que fiz foi levar as minhas filhas para conhecerem um pouco da minha nova rotina. Fiz isso por já ter sentido na pele a importância das filhas conhecerem o meu local de trabalho e a diferença que isso faz no nosso dia a dia.

Eu me lembro de quando era criança do quanto eu gostava de ir ao trabalho do meu pai, como eu me sentia orgulhosa e saía com a percepção de que ele fazia coisas importantes.
Pela minha experiência eu posso dizer que os filhos visitarem o trabalho dos pais faz toda a diferença nessa relação casa x trabalho.

Nesses meus dezesseis anos e alguns meses de maternidade eu trabalhei durante 10 anos em uma empresa que tinha uma política em que as crianças eram bem recebidas. Isso é, quando necessário, os pais podiam levar as crianças para o escritório. Resultado disso, a Ana Luiza esteve algumas vezes comigo durante o expediente, ficou sentada ao meu lado, entrou em salas de reunião, etc. Nesses dias eu trabalhei tranquila, realizei as minhas tarefas e ela soube se comportar. E ninguém nunca abusou. Não tinha crianças correndo pelos corredores todos os dias. Mesmo sendo permitido, não era frequente ter crianças no escritório. Era um benefício utilizado com responsabilidade e bom senso.

Depois passei seis anos em uma empresa com uma política diferente em que as crianças só eram permitidas no evento de Dia das Crianças (não é uma antipatia gratuita não. Esse tipo orientação é baseado em política de segurança no trabalho, legislação, etc.).

E qual a diferença? As minhas filhas gostavam da empresa número um e não tinham a menor simpatia pela empresa número dois. Elas nunca me pediam para faltar ao trabalho número um e vira e mexe me pediam para faltar ao trabalho número dois. A Ana Luiza nunca me pediu para sair da empresa número um e a Sofia vivia me pedindo para mudar do trabalho número dois. Eu raramente faltei ou atrasei na empresa número um. Já na empresa número dois, uma falta ou atraso da pessoa que trabalhava lá em casa implicava em falta ou atraso meu. Mais do que isso, implicava em estresse, correria, culpa, ficar em casa com cabeça no trabalho, etc.

Outra situação que vivi nesse período foi a mudança de local físico de trabalho. A empresa, número dois que era próxima a minha casa, mudou as instalações para um bairro mais distante. Isso mudou bastante a minha rotina e disponibilidade, é claro. Antes eu tinha menos tempo de deslocamento e com isso podia sair de casa mais tarde, chegar mais cedo e ainda almoçar em casa algumas vezes.

Mesmo as minhas filhas não podendo entrar na empresa, eu as levei ao meu novo local de trabalho. Elas fizeram o percurso que eu fazia: caminharam até o metrô, pegaram o trem até a estação, mesmo não podendo ir na Van, elas entraram na fila comigo e fomos até o destino de táxi. Levei-as para almoçarem comigo também. Mostrei os arredores, os restaurantes e coisas legais (levei a Ana Luiza na feira de moda). Isso foi importante para elas perceberem o meu cansaço diário com o deslocamento, compreenderem o meu estado de espírito (que pode ser feliz, mas cansada) assim que chego em casa e entenderem quais são as possibilidades e a agilidade que tenho para resolver coisas que antes eram simples. Por exemplo: o local anterior era ao lado do shopping, então elas podiam, mas não deviam, me ligar no final do dia avisando que precisavam ir de blusa amarela no dia seguinte para a escola. Apesar do aviso em cima da hora eu tinha como resolver. No novo local não tinha essa possibilidade. E por isso precisávamos nos planejar melhor).

Agora mudei de empresa e esta nova permite o acesso das crianças. Nessa época de férias eu já vi algumas acompanhando os pais e mais uma vez nada, absolutamente nenhum comportamento que atrapalhasse a rotina. E é claro que já levei as minhas filhas para fazerem uma visita. Elas circularam pelo ambiente que é superinteressante, viram a minha mesa, conheceram as pessoas com as quais eu convivo o dia todo, mostrei rapidamente qual a minha função e almoçamos na região. Mais uma vez elas fizeram o percurso de ida e volta que eu faço, viram as possibilidades que tenho ao redor e conheceram um pouco do bairro. Com isso, a Ana Luiza e a Sofia se sentiram envolvidas e fazendo parte do meu dia a dia mesmo quando eu não estou em casa, pois elas sabem onde eu estou e fazendo o quê.

E com essa vivência eu sinto que a visita das crianças ao ambiente de trabalho dos pais é importante para:

- saber por que os pais passam tanto tempo fora de casa;
- conhecer a profissão dos pais. As crianças sempre perguntam umas as outras sobre a profissão e o lugar em que os pais trabalham. É legal elas saberem responder;
- despertar o interesse pelas atividades feitas pelo pai ou pela mãe;
- aumentar o vínculo entre colegas de trabalho e família;
- entender a rotina dos pais, as facilidades e as dificuldades que eles passam;
- abrir mais um canal de diálogo;
- construir uma imagem positiva do trabalho dos pais.

E pela minha experiência, acima de tudo, o maior dos benefícios é:

- substituir a sensação de abandono e ausência para orgulho.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Findi 30 de 2015 - Nublado só lá fora


Foi um final de semana bem relax. A Ana Luiza viajou com algumas amigas (eu recebi algumas fotos pelo WhatsApp, mas não posso postar aqui. Estou proibidíssima) e a Sofia não quis chamar nenhuma amiga pra vir para nossa casa (coisa rara), então ficamos só os três. Ou melhor, os quatro! Não podemos esquecer da Xina.

O tempinho estava bem mais ou menos, bem do tipo que carioca não gosta. Eu até queria sair para tomar um café da manhã, mas a turminha estava preguiçosa querendo o aconchego do lar. Então preparei um café da manhã na varanda.


E já que o tempo lá fora convidava para a uma boa preguiça, fomos pra rede.


Ninguém por aqui estava com inspirações culinárias, então fomos dar uma voltinha no shopping e almoçar por lá. A Sofia foi de prato infantil e eu de paillard de mignon com cabelinho de anjo. Adoro! De sobremesa dividimos uma banana caramelada com sorvete de creme. Tudo de bom!


Os momentos de carinho foram constantes.


No domingo mais preguiça de sair, mas pelo menos me animei a fazer uma comidinha. Fiz o Molho Rústico de Tomate, que é sempre um sucesso.


E servi com fettuccine al salmone. Ficou maravilhoso!


Aproveitei para finalizar o banco que eu tinha iniciado na aula de pintura no Atelier Odila Freire.


Para fechar o final de semana teve sessão cinema em casa com pipoca. Vimos o filme "Tudo o que uma garota quer". Um filme divertido que conta a história de Daphne (Amanda Bynes), uma garota de 17 anos que sonha em conhecer o pai Henry (Colin Firth, para delírio da mamãe aqui). Acontece que Henry, um nem tão típico lord inglês, não sabia da existência da filha.

Uma boa opção de filme para ver com as filhas adolescentes e pré-adolescentes, Acho que vou incluir mais uma opção no post "10 filmes para meninas de 10 anos".


Mesmo com dias nublados o final de semana foi gostoso, bem aproveitado e variado.

Este post faz parte da BC Coisinhas de Findi proposta pela Camila do Blog CasaMila.

domingo, 26 de julho de 2015

10 Filmes para meninas de 10 anos

Férias sem viagem, mas sempre com amigas em casa, bastante brincadeira, alguns passeios e entre uma coisa e outra rola uma sessão de cinema em casa.

Eu pedi pra Sofia me listar os filmes que ela já viu com as amigas nessas férias e que mais gostaram. Aqueles que elas mesmas escolheram, buscaram na Netflix ou no NOW, sem influência minha. Mas, pelo o que eu vi dessa lista, teve opinião e indicação da Ana Luiza.

1 - Summer Eleven - A Sofia viu na Netflix e está traduzido como "Um Novo Verão".


O filme fala da amizade entre quatro meninas ​​de 11 anos de idade meninas em suas férias antes de iniciarem na escola secundária. Meninas que vivem realidades e conflitos diferentes: Vanessa (Alice Ziolkoski) é uma aspirante a atriz que se prepara para fazer o teste para o seu primeiro longa-metragem. Jess (Sarah Butterworth) vivencia a separação de seus pais. Peri (Sydney Fox), uma nova amiga que é bem aceita no grupo, esconde um segredo que ela é sem-teto. E Lizzie (Meagan Hughes) tenta ajudar seu irmão se adaptar à vida em casa depois que ele retorna da guerra em uma cadeira de rodas. Sem preconceitos e com um inocência ainda infantil, as quatro meninas se ajudam e se apoiam. Juntas elas aprendem algumas lições de vida e ensinam muito sobre amizade.

2 - Because Winn-Dixie. Eu vi esse filme várias vezes com a Ana Luiza quando ela tinha por volta de 10 anos e agora já revi com a Sofia, que já reviu com as amigas.


História cheia de ternura que fala de amizade baseada no livro de sucesso, "Meu melhor amigo". Opal, uma garotinha de 10 anos que foi abandonada pela mãe, e seu pai, o pastor (Jeff Daniels), mudam-se para uma pequena cidade do sul dos EUA. Lá ela adota o vira-lata descabelado chamado Winn-Dixie. A amizade entre eles faz acontecer coisas mágicas com seu pai e com as excêntricas pessoas da cidade que eles vão encontrando ao longo de um inesquecível verão.

3 - Minor Details - Pequenos Detalhes. Neste filme já entra o clichê populares X não populares.




Neste filme, Jennette McCurdy, a queridinha e nada fofa "Sam" de ICarly faz o papel da popular malvadinha. A história gira em torno de quatro adolescentes nada "pops" (sempre quatro, né?) que estudam e batalham para conseguirem um lugar ao sol em uma escola de prestígio onde somente as populares parecem ter vez. É quando os alunos e professores da escola adoecem misteriosamente que as quatro se unem para resolver esse e outros mistérios que envolvem a escola.

4 - Operação Cupido - Esse clássico da sessão da tarde eu vi e revi com a Ana Luiza várias vezes. Agora a Sofia caiu de paixão por "Operação Cupido" e revi com ela.




"Operação Cupido" é um remake de um filme dos anos sessenta. A versão original de 1961 foi estrelada por uma das maiores artistas mirins de todas, Hayley Mills. A versão de 1998 foi estrelada por Lindsay Lohan, muito fofa na época. A comédia que fala da história típica das gêmeas de personalidades diferentes é cheia de aventuras. 

5 - Annie -  um musical inspirado na história em quadrinhos de Harold Gray, que tinha o nome de "Annie, a Pequena Órfã".


O filme fala das aventuras de Annie Bennett, órfã que vive juntamente com outras garotas, na casa da preguiçosa e frustrada Senhora Hannigan (Cameron Diaz). A vida de Annie começa a mudar quando Will Stacks (Jamie Foxx), um político meio sem caráter, que está concorrendo ao cargo de prefeito e que tem muito dinheiro, salva-a de um atropelamento. 

6 - Segunda Chance - Mais um filme que passou pela fase da Ana Luiza e agora caiu no gosto da Sofia.


O assunto ginástica olímpica e as superações que o esporte envolve sempre encantam. Neste filme uma ginasta não tem a confiança necessária para chegar ao topo, mas sua nova técnica vai ajudá-la a conseguir uma vaga na equipe nacional de ginástica olímpica.

7 - Aquamarine - Depois de ver esse filme o assunto sereia ficou tão em alta aqui em casa que a Sofia viu toda a série "H2O Garotas Sereias".


Sinopse: "Claire (Emma Roberts) e Hailey (JoJo) são grandes amigas, que se envolvem em uma aventura após encontrarem uma sereia chamada Aquamarine (Sara Paxton) em uma piscina, após uma forte tempestade. Aquamarine fugiu de casa devido a um casamento prometido e está disposta a encontrar seu grande amor. Ela recebe a ajuda de Claire e Hailey, até que se apaixona por um salva-vidas chamado Raymond (Jake McDorman)."

8 - Meninas Malvadas -  Lindsay Lohan em filme adolescente é sempre sucesso entre as meninas. 


Mais um filme bem "clichezão", mas proporciona ótima diversão para as meninas e até para as mães também. Aqui as pops são bem típicas: burrinhas, fúteis, malvadas e elas usam rosa às quartas-feiras.

9 - Lucky Star - A Sofia adora filmes que envolvam histórias de amor por seus animais.



O filme é bem emocionante, com uma história bonita e cenário lindo. 
Sinopse: "Com os estábulos da família na Normandia à beira da falência após a morte de sua mãe, uma mulher começa a treinar montaria com sua égua estimada.".

10 - Ramona e Beezus - Já tínhamos visto e falei dele neste post AQUI.


Beezus (Selena Gomez) é a irmã mais velha de Ramona (Joey King). Beezus é uma adolescente certinha que segue todos os padrões para poder se enturmar. Ramona, a irmã mais nova, tem a mente inventiva, o espírito criativo, alma de artista e com isso acaba arrumando muita encrenca. A família dessas irmãs, que além do pai e mãe conta com uma tia muito divertida e outra irmãzinha bebê, passa por dificuldades. Nesse contexto as irmãs Ramona e Beezus se unem e descobrem que uma irmã mais nova faz muita diferença.


sábado, 25 de julho de 2015

A Semana 76 - Cheia de oportunidades - #CurtiCompartilhei


Eu recebi um convite da Sofia para tomarmos um café da manhã só nós duas. Claro que eu aceitei na hora. Sentamos juntas pela manhã cedo, com um solzinho gostoso batendo, comemos com calma, conversamos e nos sentimos importantes uma para a outra. Eu sou muito adepta de reservar uma horinha por semana para ter um convívio exclusivo. Isso reforça a proximidade e a intimidade.


A Ana Luiza e a Sofia faram conhecer o meu novo local de trabalho e almoçamos em uma galeteria bem gostosa e com ambiente superagradável. Eu acho importante as minhas filhas conhecerem o meu trabalho, o ambiente, as pessoas que eu convivo o dia inteiro, os arredores, e o que eu faço lá o dia todo. Isso as envolve no meu dia a dia e ajuda a compreenderem a minha rotina. Falei da importância dos filhos conhecerem o local de trabalho dos pais neste post: "Filhos no trabalho do pais".


Fui com o Antonio ver o filme "Meu passado me condena 2". Demos boas risadas e já ficamos planejando uma viagem para Portugal. É um filme que daria para ir toda a família, mas é bom para todos termos um tempo só do casal. E assim fizemos!


Fui ao lançamento do livro "Liberte Seu Poder" em que a amiga Sandra Portugal, do Blog Projetando Pessoas, é coautora. Foi um enorme prazer ver a alegria, a realização, a energia e o brilho nos olhos da Sandra. Me fez feliz ver a felicidade dela.

Noite de autógrafos do  Livro Liberte seu Poder

A noite de autógrafos da Sandra rendeu ótimos momentos para o resto da semana. Além de encontrar várias pessoas queridas durante o lançamento, já que fiquei com a missão de entregar alguns livros, fui "obrigada" a almoçar com algumas amigas e brindar com uma taça de vinho o sucesso da nossa amiga em comum.

Noite de autógrafos do  Livro Liberte seu Poder

Ainda na minha missão de entregar o livro "Liberte seu Poder" autografado fui "obrigada" a comer o melhor madrilenho do Rio de Janeiro. E de quebra ainda troquei muitas ideias com essas amigas lindas e divertidas.

Noite de autógrafos do  Livro Liberte seu Poder


#CurtiCompartilhei muito o livro "Liberte Seu Poder". #CurtiCompartilhei também o post no qual ela fala do estímulo e inspiração para esse passo de se tornar escritora. Vale a leitura aqui: Tomei coragem e me tornei escritora.

As filhas estão de férias curtindo com as amigas e compartilhando alguns de seus momentos comigo pelas redes sociais. Esse dia no Parque Lage foi cheio de aventuras e emoções. Taí um lugar que eu #curtoecompartilho muito. 


A Ana Luiza foi ao cinema com uma amiga ver o filme "Cidades de Papel", que ela já tinha lido o livro, e gostou muito.

Fui ao teatro em outro programinha de casal ver a peça "E foram quase felizes para sempre". Um ótimo programa que nos fez dar boas risadas e dar aquela refletida básica também. Para mim, cuidar da relação do casal é também uma forma de cuidar dos filhos, e esse pensamento me alivia muito da culpa de sair sem as filhas que já estão saindo sem a gente. 


Foi uma semana em que eu aproveitei as oportunidades para #curtir momentos únicos com pessoas que eu amo, que me fazem bem, que me deixam felizes, que #compartilham comigo de boas energias e vibrações positivas. Momentos e pessoas que dão brilho aos meus dias.

Livro Liberte seu Poder - Sandra Portugal

Este post faz parte da BC #curticompartilhei proposta pela Fernanda Reali. Venham ver o que as outras amigas curtiram e compartilharam nessa semana entrando neste link AQUI.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover
▲ Topo