terça-feira, 2 de maio de 2017

4 filmes para falar de gravidez na adolescência


A gravidez na adolescência é um dos grandes temores dos pais de adolescentes. No meu caso, para falar bem a verdade, a gravidez não está no topo dos meus medos não. Tenho muito mais receio do uso de drogas, consumo de bebidas, depressão, envolvimento em um relacionamento abusivo, violência na rua, já que os filhos começam a andar sozinhos para cima e para baixo, AIDS que está voltando a ter números considerados e ninguém quase fala mais nisso. Mas mesmo não sendo um grande temor para mim, a gravidez é um tema que precisamos abordar, conversar, esclarecer.

Quando a Ana Luiza tinha por volta de 14 anos ela me perguntou o que eu faria se ela engravidasse com 16 anos. Falei que engravidando aos dezesseis anos ela já teria atrapalhado tanto a vida dela por um período que não seria eu a tornar as coisas mais difíceis. Que eu a ajudaria e apoiaria. Como eu a ajudaria?
- Daria todo o suporte para ela frequentar a escola até o dia do bebê nascer. Que sim, ela iria para a escola mesmo de barrigão.
- Daria todo o suporte para ela retornar às aulas o mais rápido possível. Que se fosse preciso eu ficaria com o bebê no pátio da escola para ela poder estudar e amamentar, e assim não perder as aulas.
- Cuidaria do meu netinho ou netinha para ela estudar, fazer os trabalhos da escola e até ir ao cinema uma vez ou outra, porque eu entendo o quanto é importante relaxar, estar com as amigas para que a gente consiga ficar bem e assim desempenhar melhor as nossas responsabilidades. Faria isso porque ela já iria perder todas as baladas, as festinhas à noite, essas coisas. Eu sabia que já seria muito duro para ela acompanhar as amigas vivendo a adolescência com as responsabilidades e irresponsabilidades de adolescente, e ela, por já ser mãe vivendo uma adolescência com as responsabilidades de adulta e se privando da parte boa da adolescência.
- Daria o apoio financeiro que eu pudesse dar. Mas que esse apoio sairia do orçamento que era destinado a ela. Por exemplo, se o orçamento para gastos com cada filha, ela e a Sofia, fosse de mil reais para cada uma, os custos com o bebê sairiam da parcela dela. Eu não acharia justo a Sofia ter que deixar de comprar uma roupa, por exemplo, porque ela, Ana Luiza, teve um bebê que está gerando mais despesas. Seria a mãe do bebê que teria que abrir mão e reduzir os seus gastos para dar o que o bebê precisa.
Finalizei a conversa falando que achava que ela não ficaria grávida sem planejar porque ela é uma menina bem informada, inteligente, responsável e que tem liberdade para falar do assunto comigo. Assim a chance seria remota, somente em caso de acidente de percurso.

É claro que a pergunta me pegou de surpresa. Por mais que a gente converse sobre os assuntos mais delicados, que tenha um diálogo mais aberto e próximo dos filhos, é impressionante como ele nos pegam de surpresa!

Esta semana o tema gravidez na adolescência voltou à tona lá em casa e aproveitamos para ver alguns filmes que abordam o assunto e ajudam a trocar ideias e opiniões.

Existem vários filmes e séries que falam de gravidez na adolescência, mas encontramos quatro que achamos bem interessantes e estão disponíveis na Netflix e no Now.


Filmes sobre gravidez precoce


1 - "Slam"

Filme italiano, adaptação do livro de Nick Hornby, que conta a história de Samuele um adolescente de 16 anos cheio de sonhos e planos para um futuro como skatista de sucesso. Ele, porém, vê seus planos ameaçados quando descobre que a namorada Alice, também de 16 anos está grávida. A partir daí a vida e o relacionamento dos dois começa a mudar. Sam, apesar de repetir a trajetória da sua avó e sua mãe que engravidaram ainda adolescentes, não quer cometer os mesmos erros de seus pais.
Apesar do tema o filme é leve, traz algumas piadas e questionamentos sobre responsabilidade, relações familiares e maturidade.
O que eu achei legal neste filme é que é um filme atual e tem uma pegada de comédia. Se passa no ano de 2017, este que estamos, e os personagens são descolados. Os típicos adolescentes bem informados, inteligentes, espertos.

Filmes sobre gravidez na adolescência


2 - "Onde Mora O Coração"

Este é um filme de 2000 e que traz a Natalie Portman bem novinha. A personagem Novalee Nation, uma adolescente de 17 anos que está grávida do namorado, diferente da Alice do Slam é uma menina inocente e sem muitas perspectivas na vida. Talvez um cenário mais propício para uma gravidez não planejada pela falta de estrutura familiar.

Novalee mora com dificuldades financeira com o namorado (um sujeito nada legal) em um trailer. Os dois estão de mudança para a Califórnia e Novalee está cheia de sonhos e esperança de uma vida melhor. No meio do caminho ela precisa ir ao banheiro. O namorado aproveita a oportunidade para abandoná-la grávida e sem dinheiro no Wal-Mart. Ali Novalee fica morando e se virando sem se desesperar. Inocente e com bom coração a menina faz amizades e encontra pessoas que a ajudam.
Com o nascimento da filha e a ajuda das pessoas Novalee vai crescendo, amadurecendo e aprendendo. De menina inocente de 17 anos passa a ser uma garota assustada com um bebê nos braços, em seguida uma jovem por volta dos 20 anos que ainda comete seus deslizes, mas vai amadurecendo para se tornar uma mulher em busca do próprio sonho e capaz de segurar a barra e ajudar os amigos.

O legal é que o filme mostra as dificuldades que uma gravidez precoce traz para a vida de uma jovem, mas mostra também que as coisas podem dar certo e as dificuldades podem ser superadas.

Como Novalee (Natalie Portman) diz no filme "Nossas vidas se transformam a cada momento que respiramos.". As mudanças podem vir para atrapalhar o curso das coisas, mas podem vir para melhorar também.

Filmes sobre gravidez na adolescência


3 - Os Garotos da Minha Vida

Baseado no livro autobiográfico de mesmo nome lançado em 2001, mas que se passa nos anos 60. Então, traz uma realidade um pouco diferente da atual. Naquela época o impacto na família e na sociedade de uma gravidez antes do casamento era bem maior e até considerado uma vergonha e humilhação na família. Porém os problemas de mudança de rumo na vida, dúvidas e incertezas são as mesmas.

O filme conta a história da vida de Beverly (Drew Barrymore) que, ao engravidar aos 15 anos, se vê obrigada pelo pai a casar e a adiar os planos que tinha para sua vida. Casada com um filho para criar, ela vê as amigas tocando a vida de adolescente, indo para festas e realizando o que era o maior sonho de Bev: ir para a faculdade, mudar-se para Nova York e ser escritora.

É um filme leve (apesar de tratar a gravidez indesejada, o consumo de drogas, a irresponsabilidade na juventude, separação), comovente, e cheio de frases de efeitos que faz refletir.

“Um dia pode fazer sua vida. Um dia pode arruinar sua vida. A vida é feita de quatro ou cinco grandes dias que mudam tudo.” 

Filmes sobre gravidez na adolescência

 
4 - Juno

Juno, interpretada brilhantemente por Ellen Page, é uma menina de 16 anos que tem alguns hobbies, estuda, e fica grávida do seu melhor amigo, um atleta da escola, após apenas uma relação sexual. Desesperada, tentando absorver aquela no realidade, entender como tudo aconteceu e avaliando como vai lidar com a gravidez, ela conclui que não tem condições de encarar a maternidade e criar uma criança sozinha.
Após cogitar o aborto como alternativa, já que este é legalizado no país em que vive, Juno desiste da ideia e decide que vai dar o bebê para adoção. Ela conta com a ajuda do pai e da madrasta na difícil tarefa de escolher os pais adotivos de seu filho buscando uma família perfeita. 

O interessante deste filme é que aborda o assunto aborto e a possibilidade de não enfrentar a maternidade e a criação da criança. 

Filmes sobre gravidez na adolescência


Os três primeiros filmes da lista estão disponíveis na Netflix e Juno está no NOW até agosto deste ano.



Você pode me encontrar também



A Autora:
Chris Ferreira

Chris Ferreira

Eu, uma mãe integral mesmo trabalhando em horário comercial, que procura equilibrar os diferentes papéis da mulher com prioridades e alegria.

Acredito que podemos levar a vida a sério, mas de forma divertida e é isto que eu tento mostrar no blog.

Google +

9 comentários:

  1. Caramba, Chris! Como tu consegues responder com tanta clareza a uma pergunta difícil dessas? E ainda pega de surpresa? Juro que tô acompanhando teu blog de pertinho pra ver se eu aprendo!

    ResponderExcluir
  2. Eu assisti dois desses filmes e concordo que eles são excelentes para se falar sobre esse tema mega delicado mas tão comum hoje em dia!

    ResponderExcluir
  3. Tema importante e sempre atual. Adorei Os Garotos da Minha Vida e Juno, os outros ainda não vi, gostei da dica. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu admiro sua sabedoria em lidar com situações muitas vezes delicadas na maternidade. Anotando aqui tudo para quando chegar a minha vez.
    Esse tema fez parte da minha família. Sou fruto de uma gravidez na adolescência e morria de medo de acontecer o mesmo comigo. Espero ter a mesma sabedoria que você para direcionar minhas pequenas.
    Os filmes parecem maravilhosos para abordar esse tema.

    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  5. Querida Chris
    Compartilho do seu pensamento. Muito bom seu post e sua reflexão.
    Gosto muito desta temática em filmes e ainda não vi nenhum destes, mas conhecia a sinopse de Juno.
    Já coloquei na lista
    Bjks mil

    ResponderExcluir
  6. Adorei as dicas, não assisti nenhum desses filmes, mas o que vou querer ver primeiro é Onde Mora O Coração. Obrigada pelas dicas, sempre valiosas. Beijos Regina

    ResponderExcluir
  7. Adorei a seleção. Meu menino ainda é novinho mas também sou professora. Muito importante abordar o assunto quando se tem oportunidade na escola, pois muitos pais não falam sobre isso com os filhos.

    ResponderExcluir
  8. Chris, gostei de ver o seu ponto de vista consciente de que se a gravidez surgisse na adolescência de uma de suas filhas, você daria todos os subsídios para que ela assumisse seu lado mãe, sem negligenciar as demais partes da vida, mas evidenciando que a mãe era ela, assumindo responsabilidades, assim como deve ser. Dos filmes sugeridos, não assisti nenhum, mas gostei das indicações para ver todos os âmbitos de uma gestação precoce

    ResponderExcluir
  9. Chris
    Adoro sua maturidade e segurança na maternagem e em vários temos. As dicas de filmes são ótimas mesmo
    Bjs
    Lele

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover
▲ Topo